Posts tagged ‘Placebo’

maio 23, 2011

Sibutramina – 2 semanas e…

… ainda não sei o quanto está funcionando realmente. Acho que é pouco, mas é melhor que nada.

A verdade é que as vezes sinto sim que tenho menos vontade de comer, tenho deixado um pouco de comida de pratos que normalmente eu mataria com facilidade. Até acontece de me sentir com menos fome alguns dias, se como algo entre as refeições.

Mas peso mesmo? Perdi pouco mais de 1 kg, não foi muito.

E um momento FAQ, com respostas para as perguntas mais comuns dessas duas semanas:

– Não estou com muitos problemas de efeitos colaterais não. Um pouco de boca seca (e parece que a saliva engrossa no fundo da garganta. Tá ruim demais de cantar).

– Não virei um monstro nem enlouqueci. Mesmo durante a TPM! Mood swings controlados.

– Já aprendi que não posso tomar aquelas Smart Caps enquanto tomar a Sibutramina. Juro, fiquei num estado de paranóia tão grande, tão elétrica, tão… sei lá. Parecia que eu estava muito drogada. Foi engraçado, mas assustador. Let’s not, ok?

– Continuo com a mesma vontade de comer doces. E pior, minha cabeça sabe quando estou ficando satisfeita, e automaticamente eu paro de comer para aguentar a sobremesa. É involuntário, e muito muito difícil de controlar este impulso.

– A médica recomendou o remédio, não se preocupe, ok? Não vou ter um piripaque nem nada.

– Eu não tenho a receita do remédio, pois a médica passa internamente e me entregam o remédio em casa. Portanto, não tenho como vender pra ninguém (e se tivesse, não iria. Até porque, a farmácia reteria a receita).

abril 26, 2011

Efeito Placebo ou não, here we go!

Comprei uma Power Balance. Aliás, faz tempo que quero comprar.

Já sei, já sei, vão começar a falar que isso é tudo mentira, que não funciona, que o Fantástico fez matéria falando que é bobagem, que o fabricante falou que é mentira… Blá.

Primeiro, o Fantástico falou que não podia provar se funciona ou não. Isso não é dizer que não funciona.

Segundo que a história do fabricante falar que é tudo mentira é muito mal contada. O importador/representante australiano da PB teve que colocar uma notificação de que a pulseira não tem nenhum comprovante científico de eficácia – e isso não tem mesmo – por conta das leis do país. Ou seja, naquele país, o representante disse que, cientificamente, a pulseira não tem fundamentos para comprovar que funciona, e isso para mim é completamente diferente do que toda a mídia fez parecer.

E outra, e aqui sendo um pouco mais agressiva. A ciência não comprova plenamente o Big Bang – está avançando, mas ainda não sabe explicar tudo que ocorreu ou ao menos ainda não conseguiu comprovar o processo todo – mas nós aceitamos essa explicação (nem entro no mérito criacionista, que me desculpem os cristãos. Acho isso milhares de vezes mais absurdo).

A ciência também não comprova o horóscopo que você lê todo dia, o mapa astral que te traçaram, nem a numerologia, nem nada disso. Mas estamos aí, definindo pessoas através de seus signos, ascendentes, luas e afins.

Se posso acreditar em vidas passadas, força do pensamento, aura, deuses, energias, porque não posso acreditar que uma pulseira e um holograma podem ajudar a equilibrar o corpo e trazer benefícios para ele?

Sei que comprei a pulseira e estou usando. Quero ir logo correr no Ibira, malhar, fazer alguma coisa para ver qualé que é, se é que é.

Na pior das hipóteses, estou de mente aberta para o efeito Placebo da pulseirinha.

%d blogueiros gostam disto: