Posts tagged ‘Bio’

março 21, 2011

Move that lazy ass!

Pontapé inicial na empreitada!

A idéia do blog é, ao mesmo tempo, de utilidade pública e egoísta.

Egoísta pois decidimos começar o blog para nos incentivar a levar uma vida mais saudável e feliz. Queremos cuidar de corpo, mente, emagrecer, fazer coisas prazerosas, ter mais momentos memoráveis, etc. E contar isso para o mundo e ouvir o incentivo dos amigos, de desconhecidos, o apoio, as dicas, as histórias, isso tudo dá um gás nessa vontade de mudar, melhorar.

E é utilidade pública também, pois vamos falar, expor, dar dicas, enfim… Tudo aqui servirá para também ajudar e inspirar outras pessoas.

Neste primeiro post, quero falar de mim.

Prazer, Fernanda.


Sou vegetariana, trabalho demais, estou muito acima do peso e lutando contra isso, sinto falta de fazer mais coisas divertidas – como tocar violão, praticar esportes coletivos, ir ao teatro – e muito disso é minha culpa.

Em minha defessa, digo que estou me esforçando.

Comecei a controlar minha alimentação, passei a ir ao endócrino, nutricionista, educador físico. Comecei a ir ao parque correr (que ainda é mais um caminhar, mas aos poucos estou correndo um pouco mais). Estou saindo mais com os amigos, dando pequenos passos para realizar desejos bobos, até mesmo estou com vontade de sair para dançar!

É um esforço enorme todo dia para ter ânimo para fazer me comportar e não andar para trás. Perco a batalha 60% das vezes – força de vontade não é o meu forte – mas para quem perdia 100%, esses 40 estão fazendo bastante diferença!!!

E é isso. Agora o drama e o aprendizado serão divididos aqui, e quem sabe eu inspire, e quem sabe alguém aí do outro lado me inspire também!

Espero que eu a minha Coach Ju sejamos uteis!

Beijo!

Fer

Anúncios
Tags: ,
março 21, 2011

Prazer, Juliana

Começo meu primeiro post falando de mim também.

Sou amiga da Fernanda há pelo menos 6 anos (fer, acredita que já passou tanto tempo assim?), tenho 24 anos e atualmente estou na vida de mestranda, procurando construir uma carreira na minha área, o que me gera muita ansiedade mesmo. Defendo minha dissertação neste semestre, tenho relativamente bastante tempo pseudo livre (trabalho muito em casa, minha agenda é flexível). Minha cabeça ultimamente tem sido um turbilhão de ansiedade , pensamentos sobre o futuro.

Sou uma dessas peassoas que se conhece desde sempre acima do peso, era uma criança “cheinha”como as pessoas dizem. Sempre lutando contra os quilos a mais, poucos, mas que incomodam DEMAIS.

Faço reeducação alimentar há pelo menos 10 anos, Vigilantes do Peso. Irônico é perceber que depois de 10 anos, eu ainda não sou uma pessoa educada (neste quesito pelo menos). Depois de tantos anos, é como se eu soubesse exatamente o que comer para emagrecer, e simplesmente não conseguisse fazer pura e simplesmente por causa da minha cabeça que pensa coisas loucas como: “Estou passando por um momento difícil e mereço comer o que quiser”. Este pensamento é muito estranho às pessoas magras que não associam emoção e comida e acham muito estranho alguém pensar que uma torta de limão pode resolver problemas com o aluguel da casa. Mas sei que para tanta gente soa tão familiar, que a boa notícia é saber que  não estou sozinha. Eu diria que ser gordo é quase uma loucura coletiva, hoje em dia, o estímulo para comer e ser feliz está em todos os lugares.

Como amiga da Fer, e como coach e sponsor inicial, comecei a refletir sobre tudo isso, e hoje vejo que a “solução” é comportamental , resolver essa relação tão ruim que tenho com a comida.  Retomar o controle sobre essa relação e também sobre todas as coisas boas da vida. Tenho falhado em preencher minha vida com coisas que me estimulam e também em cumprir minhas metas, fechar ciclos (com o mestrado, por exemplo). Assumir minhas prioridades para mim mesma e um compromisso comigo mesma é uma necessidade básica, que eu quero muito realizar, embora ultimamente esteja tão difícil.

A idéia do blog surgiu daí, de servir como incentivo para duas amigas fazerem coisas que já sabem (aprenderam) que são fundamentais em sua vida. Espero que seja consequência disso tudo ajudar pessoas que passam por situações parecidas com as nossas.

Hoje é o primeiro passo para a jornada longa para construir uma vida diferente, para fazer as coisas diferentes e , assim, conseguir resultados diferentes :). Parece um cálculo tão simples, né? Faz diferente, resultado fica diferente. Por que diabos a gente não consegue fazer isso?

Tags: ,
%d blogueiros gostam disto: