Archive for ‘Uncategorized’

agosto 17, 2011

Desabafo

Estou muito muito frustrada.

Passei uma semana viajando, andei uma média de 4 km todos os dias, carregando bolsas, sacolas e afins, comi tanto quanto como aqui e as vezes até um pouco menos, não comi sobremesa quase nenhum dia…

e continuo com o mesmo peso.

 

Esperava pelo menos ter perdido um pouco, afinal, fiz muito mais esforço físico que faço no dia a dia, comendo a mesma coisa.

Sei lá. Sinto que o remédio não está mais fazendo efeito, que exercicio não faz efeito, que nada mais faz efeito.

#Depre

Anúncios
julho 6, 2011

Miojo: o maior problema é o sódio

Quem nunca chegou em casa cansado, de saco cheio, com fome e sem vontade de ter trabalho? E ai, abre a geladeira, os armários, as gavetas e descobre que não há nada para comer? Nada, nem um restinho de comida do dia anterior.

Aí a gente tem que apelar e corre pra ele, o salvador da pátria: o Miojo.

 

20110705-223820.jpg

 

 

Bom, carboidrato não é o grande vilão da história (nem mesmo se você for come-lo a noite, como já falamos aqui). No caso do miojo, preocupe-se mais com o saquinho de tempero.

Minha nutri não condenou meu miojo, mas recomendou que dispensasse o saquinho do tempero.
Ele possui cerca de 26% da quantidade recomendada diária de sódio, e como sabemos, sódio favorece o acumulo de líquidos no corpo, causando inchaço e aumentando a pressão arterial. 26% só no miojo é muita coisa!

 

Então o jeito é temperar o miojo de outro jeito. Um molho de tomate, ou um pouco de requeijão light, quem sabe um queijo branco picadinho, cebolinha… Fique à vontade!

junho 28, 2011

Maionese sem culpa (mas com moderação)

Amantes da maionese, alegrem-se!

Acabo de ler que a maionese, quando consumida com moderação, não só não faz mal como pode até fazer bem!

Ai, como eu adoro essas maioneses verdes de lanchonete... (momento gordinha)

A maionese, diferente do que costuma imaginar, possui muitas gorduras boas. Elas ajudam, por exemplo, na absorção de nutrientes como as vitaminas A, D, E e K.

Isso sem contar as marcas com selo “Sem Colesterol”.

E sempre que possível, a maionese light é uma boa pedida, pois ela contém 27% menos gorduras e 25% menos calorias do que o produto tradicional.

Na salada então, vai muito bem!

O interessante é que a maionese é um dos raros produtos onde a versão industrializada é mais saudável que a feita em casa.

Na fábrica, segundo a nutricionista Viviane Fogaça, de São Paulo, sua fórmula ganha consistência e sabor com amido modificado e outros elementos que substituem parte dos ingredientes da receita caseira – rica em ovos e óleo. “Na indústria, os dois permanecem na fórmula, mas em porções bem menores. Assim, uma colher de sopa da maionese que a gente compra no supermercado apresenta 98% menos colesterol do que um ovo”, diz a nutricionista.

Outra razão para a maior qualidade do produto da fábrica é o uso do ovo  pasteurizado. No processo, o alimento é submetido a altas temperaturas, que o afastam da possibilidade de contaminação pela salmonela.

 

Se você está tentando perder peso ou tem problemas de colesterol e trigicérides, o ideal é consumir apenas uma colher por dia.

Se não, o recomendado é consumir no máximo 2 colheres.

 

Já dizia aquela propaganda… Quareeeeeeentaaaaa!

junho 27, 2011

Para quem pula o café da manhã

Adoro café da manhã. Acordo sempre com fome, e se não como, me sinto mal logo. Não que coma muita coisa, mas preciso tomar um leite, um café que seja.

E agora, indo à nutricionista, ela reforçou a importância não só de tomar o café da manhã, mas de tomar um bom café. Uma dica que ela me deu foi para não só tomar um leite, nem só comer uma torrada, mas sim sempre comer e beber alguma coisa.

Além disso, explicou que fazer esta primeira refeição bem feita ajuda a manter a fome controlada ao longo do dia, assim como aqueles lanchinhos a se fazer entre as refeições.

Agora, estou lendo esta matéria sobre cafés da manhã, também falando sobre sua importância.

Após as oito horas recomendadas de sono, há uma redução do nível de glicose no sangue. Isso gera a sensação de fome pela manhã, e também aquela irritabilidade e falta de paciência em muita gente.

Por outro lado, doses de álcool na noite anterior ou um jantar com muitos alimentos ricos em gordura ou proteína são responsáveis pela perda do apetite. 

Algumas dicas do que comer no café da manhã:

O leite é bastante recomendável, por ser boa base de cálcio. Pão integral e queijos menos gordurosos, como o branco ou a ricota, também são fáceis de incluir na dieta. Além disso, frutas e cereais são sempre uma boa pedida.

A gente sempre vê em filmes e desenhos animados aquela coisa do café da manhã com ovos e bacon. Não faz parte da nossa cultura, mas é bem comum fora do Brasil, e por aqui está na moda incluir estes itens em mesas de café de hotéis, padarias, restaurantes, etc. Mas e aí?

O hábito em países frios de caprichar no bacon, na maionese e na linguiça no café da manhã tem a ver com a proteção contra a baixa temperatura. Afinal, alimentos ricos em gordura são do tipo de comida que gera maior calor para o corpo. Em áreas tropicais, isso não se justifica. A gente não tem essa desculpa, e abusar de alimentos gordurosos só faz mal para a saúde.

Com relação a ovos, recomenda-se consumir até três ou quatro durante a semana, ou seja, moderadamente. O resto, melhor deixar para a hora do almoço.

O que eu tomo de café da manhã?

Leite de soja (antes era Ades, que é só uma bebida láctea à base de soja, mas a Nutri pediu para trocar por NutriSoy, que éde soja mesmo, em pó e é horrível) com uma colherzinha de achocolatado, 2 ou 3 torradas light com cottage e, as vezes, um pouco de geléia de pimenta. As vezes, troco as torradas por uma fatia de queijo branco, ou um Polenghinho Light.

Aos fins de semana, não como tão bem, aí entra um chococcino, um capuccino, etc. Em minha defesa, vale dizer que não passo o fim de semana em casa!

E você, como costuma ser o seu café da manhã?

junho 21, 2011

ATENÇÃO: Férias a caminho!

Na última visita à nutricionista, ela falou duas coisas interessantes, uma para evitar desespero, e outra para chamar a atenção.

A primeira, é que no inverno, é comum e aceitável as pessoas ganharem peso, até uns 2kg, por causa das comidas, das férias, das festas, e pela diminuição de atividades físicas.

Portanto, se isso acontecer, fique calma!

A segunda, é para pensar na frente. Já que é comum engordar um pouco por causa das férias, festas e afins, o que você pode fazer para se previnir?

Se vamos ter um feriado prolongado no fim desta semana, tente comer um pouco menos e um pouco melhor nos dias antes. Mesma coisa antes daquela festa junina que você está esperando a semana toda: espere por ela se controlando!

Assim, você evita adicionar mais kilinhos na balança do que o necessário, ou quem sabe consegue até desviar das estatísticas.

junho 15, 2011

Dicas para quem trabalha demais

Algumas dicas tiradas de uma matéria do Terra Alimentação para pessoas que trabalham demais, como esta que vos fala.

Vejo não só por mim, mas pelas pessoas que trabalham comigo, alguns desses erros recorrentes. Vale prestar um pouco mais de atenção, pois cada pequena mudança pode ser uma grande diferença na sua vida.

– Café da manhã: “A primeira refeição do dia é muito importante. Ela irá garantir 25% das calorias necessárias durante o dia”, diz o médico francês Gérard Araskiewirz. Se você é um daqueles que não tomam café da manhã por não ter “tempo”, programe-se para deixar tudo pronto na noite anterior. O especialista diz que a refeição matinal ideal deve ser composta por carboidratos, proteínas e frutas. “Pães integrais, queijo magro, ovos e um suco são as melhores opções”, recomenda.

– Biscoitos: Eles ajudam a enganar a fome, porém quase sempre são altamente calóricos por conta da gordura hidrogenada. Os recheados são ainda piores. “Frutas secas e oleaginosas são bons substitutos”.

– Pular refeições: Engana-se quem pensa que irá emagrecer se não comer. Esse hábito pode gerar o acúmulo de ácido no estômago e causar uma gastrite ou uma úlcera. “Sem comer, o organismo acaba guardando energia e o efeito é contrário”. Portanto, evite passar um número de horas muito grande trabalho sem ingerir nada.

– Sem hidratação: Não se esqueça de tomar água durante a jornada. A falta de hidratação traz problemas para órgãos vitais, falta de brilho em pele e cabelos, além de deixar o intestino preguiçoso. “Quem trabalha precisa tomar de 1 a 1,5 litro de água por dia para garantir o equilíbrio fisiológico e assegurar a diurese”, diz Araskiewirz. Além disso, o médico explica que o organismo bem hidratado é mais resistente a doenças, inclusive a gripe.

junho 8, 2011

Circuito Wrun 2011

Olá! Primeiro depois de tanto tempo sumida daqui, PARABÉNS PRA FER pela conquista!! Vamo que vamo rs!!

Bom, eu ao contrário estou aqui lutando contra os 5kg que engordei. Deu uma estabilizada agora que estou comendo um pouco melhor. Voltei a cuidar da alimentação, voltei a anotar e hoje vou levar lanchinho pro trabalho.

A ansiedade e a tristeza estão melhores, o que faz com que a alimentação já melhore bastante. Estou investindo nos exercícios, na corrida e acho que finalmente encontrei um exercício do qual eu gosto. E falando em corrida, este domingo teve o Circuito Wrun. Corrida só para mulheres em cima da Ponte estaiada, às 7 da manhã. Estava muuuito frio , mas foi super gostoso. Eu tropecei em uma Tartaruga da Marginal, ralou bastante e atrapalhou bastante o desempenho no resto da prova. Mas, mesmo assim , diminuí o passo e completei a prova de 4km em 30 minutos.

Ah, outra parte ótima, a Débora, minha amiga antiga, lá da infância, e a irmã dela correram com a gente.  Fazia pelo menos uns 6 anos que eu não as via. Muito gostoso o reencontro :).

Estou muito animada para baixar o tempo e  já comecei hoje a treinar. A meta nova é conseguir correr 30 minutos sem parar e estou seguindo uma planilha da Wrun pra iniciantes. Mas esse frio me mata , a fibromialgia (uma hora eu explico isso aqui no blog) piora bastante e eu sinto muito mais dores do que o normal, com ou sem esforço. Se eu não tomar cuidado, isso me desanima demais. Bom, sexta tem mais corrida e eu vou dobrar o alongamento pra ver se combato o frio e as dores.

Beijoos

Ju Bittar

junho 6, 2011

Só passei para dizer que…

… estou a 1 kg de estar 10 kg mais magra que em Outubro de 2010, quando comecei a fazer dieta, me exercitar, etc!

 

Eeeeeeeeeee!

 

Pronto, de volta à luta! rs

 

maio 23, 2011

Sibutramina – 2 semanas e…

… ainda não sei o quanto está funcionando realmente. Acho que é pouco, mas é melhor que nada.

A verdade é que as vezes sinto sim que tenho menos vontade de comer, tenho deixado um pouco de comida de pratos que normalmente eu mataria com facilidade. Até acontece de me sentir com menos fome alguns dias, se como algo entre as refeições.

Mas peso mesmo? Perdi pouco mais de 1 kg, não foi muito.

E um momento FAQ, com respostas para as perguntas mais comuns dessas duas semanas:

– Não estou com muitos problemas de efeitos colaterais não. Um pouco de boca seca (e parece que a saliva engrossa no fundo da garganta. Tá ruim demais de cantar).

– Não virei um monstro nem enlouqueci. Mesmo durante a TPM! Mood swings controlados.

– Já aprendi que não posso tomar aquelas Smart Caps enquanto tomar a Sibutramina. Juro, fiquei num estado de paranóia tão grande, tão elétrica, tão… sei lá. Parecia que eu estava muito drogada. Foi engraçado, mas assustador. Let’s not, ok?

– Continuo com a mesma vontade de comer doces. E pior, minha cabeça sabe quando estou ficando satisfeita, e automaticamente eu paro de comer para aguentar a sobremesa. É involuntário, e muito muito difícil de controlar este impulso.

– A médica recomendou o remédio, não se preocupe, ok? Não vou ter um piripaque nem nada.

– Eu não tenho a receita do remédio, pois a médica passa internamente e me entregam o remédio em casa. Portanto, não tenho como vender pra ninguém (e se tivesse, não iria. Até porque, a farmácia reteria a receita).

maio 21, 2011

Surpresas…!

Nestes últimos dias de sumida do blog, além de estar me concentrando na dissertação (que está na reta final! uhu!), eu havia decidido parar com a paranóia em relação ao peso, parar de me pesar mas continuar cuidando da alimentação (diminuindo chocolate e comendo o que eu achava que era saudável). Como eu estava superconcentrada na dissertação ( e também fez frio) , eu parei com a corrida e caminhada.

Resultado:

Quase duas semanas em que só saio de casa pra trabalhar ou quando a Gê chega de Campinas.  Não, isso não está certo, ficar sentada só engorda e me isolar do resto do mundo também.

Estava me orientando pelas calças, que comprei novas e comprei número 40, com alguma folga. Ok, parecia estar tudo ok e eu até estava louca pra me pesar porque estava me achando mais magra. O chocolate, embora eu nãpo tenha anotado, também diminuiu a super vontade e a quantidade também.

Eis que hoje acordei, resolvi me pesar e: 64,5.  Me assustou demais este número, porque não pesava isso há 3 anos. Isso é triste mas é compreensível visto que a alimentação ainda inclina para a gula por doces e  a atividade física diminuiu. Equação facinha que eu quase esqueci. Esqueci também que é ilusão achar que eu vou poder comer igual aos outros. Não vou. Sempre vou ter que vigiar minha alimentação, porque meu corpo sempre vai tentar voltar para onde sempre esteve. A lição é para voltar a anotar tudo o que como e perseverar mais nos exercícios. Junto com isso, tentar equilibrar a autocobrança que é enorme e quero muito diminuir. O mestrado está indo e acabando e tenho muitos planos que só dependem de mim para serem realizados. Vou fazer tudo o que for possível, mas o que for possível mesmo, sem me cobrar demais. Eu só sei que a estratégia de me distrair do foco no peso, não funcionou tanto assim para mim. Ou não entendi parte disso, que seria colocar outros prazeres no lugar. Em vez disso, coloquei várias obrigações. É , ASSIM NÃO DÁ CERTO MESMO.

Ok, lição aprendida, assim espero! Desejando um fim de semana de coisas prazerosas para todos,

Bjos

Ju Bittar

%d blogueiros gostam disto: